Atualizado 17/01/2018

Anvisa encontra botox falsificado e proíbe venda

Produto não foi fabricado pela verdadeira produtora e apresentava características divergentes das apresentadas à agência.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informa que encontrou um lote falso de botox (toxina botulínica) no mercado. Segundo a agência, o produto não foi fabricado ela verdadeira produtora.

A suspensão foi feita para o lote C3239C3 do medicamento "Botox 100U (toxina botulínica), pó liofilizado."

A identificação da fraude, diz a Anvisa, foi feita pela Allergan Produtos Farmacêuticos, que é a dona do registro do produto no Brasil.

A agência informa que não há qualquer garantia sobre a origem e a composição do medicamento, que pode trazer risco à saúde.

Ainda, o produto apresentava características divergentes daquelas registradas na agência.

A proibição foi publicada no Diário Oficial na terça-feira (16).

 

Venda ilegal

 

A toxina botulínica (Botox) é um medicamento injetável e só pode ser prescrito por profissionais médicos ou odontólogos.

Reportagens no G1 já demonstraram que há venda e comércio ilegal de botox no Brasil. Em agosto de 2017, quadrilha na Bahia foi presa após desviar botox e anabolizantes para mercado clandestino

O grupo utilizava utilizava receitas falsificadas, com o nome e registro de médicos conceituados para obter o produto.

Fonte: G1 GLOBO
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções