Atualizado 12/01/2018

Bovespa opera em queda após corte da nota de crédito do Brasil

Na véspera, antes do anúncio da decisão da S&P, o Ibovespa voltou a subir, com alta de 1,49%, a 79.365 pontos.

A bolsa brasileira opera em queda nesta sexta-feira (12), dia seguinte ao rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P).

Às 15h57, o principal índice de ações da B3 recuava 0,42%, aos 79.030 pontos. Veja a cotação hoje

A nota de crédito soberano do Brasil passou de "BB" para "BB-". Com isso, o rating do país segue sem o selo de bom pagador, mas agora está três degraus abaixo do grau de investimento. Já a perspectiva para a nota mudou de negativa para estável.

O rebaixamento já era esperado por parte do mercado em razão das dificuldades do governo para conseguir a aprovação da reforma da Previdência.

Na justificativa para a decisão, a agência apontou como "uma das principais fraquezas do Brasil" o atraso na aprovação de medidas fiscais que reequilibrem as contas públicas.

As ações da Petrobras, Itaú Unibanco e Bradesco operavam com perdas, ajudando a empurrar o índice para baixo.

Na véspera, antes do anúncio da decisão da S&P, o Ibovespa subiu 1,49%, a 79.365 pontos.

 

O dólar também opera com leves variações ante o real no pregão desta sexta-feira.

Fonte: G1 GLOBO
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções