Atualizado 15/02/2018

"O empate não deixa de ser bom resultado", diz Renato após 1 a 1 com o Independiente

"Nem sempre a vantagem numérica te dá a vitória", disse o treinador

O Grêmio jogou com um homem a mais em boa parte do jogo contra o Independiente nesta quarta-feira (14). Ficou no empate em 1 a 1. Mas, em entrevista coletiva após o duelo, o Renato Portaluppi não lamentou o placar. Pelo contrário: valorizou a igualdade, que agora permite ao Tricolor jogar por uma vitória simples na Arena, na próxima semana.

— Nem sempre a vantagem (numérica) te dá a vitória. O Independiente é fortíssimo, vi contra o Flamengo e sabíamos as dificuldades que teríamos aqui. Mesmo com 10 homens, é duro, (o Independiente jogou) em casa, com torcida deles. Estavam com um a menos, mas nossa equipe fez praticamente o terceiro jogo na temporada. Se tivesse o ritmo necessário, fosse o quinto, sexto jogo, seria diferente. Mas, mesmo assim, o empate não deixa de ser bom resultado — comentou. 

Ainda sobre a partida, Renato justificou sua opção pelo garoto Lima na equipe titular, em vez de Alisson, que tem feito bons jogos pelo Grêmio. Segundo o treinador, a condição física do ex-cruzeirense determinou a escolha:

— O Lima começou a partida porque no jogo contra o Brasil-Pel, quando coloquei o Alisson, no intervalo, na metade do segundo tempo pedi para ele fazer algo, e ele disse que não tinha condições porque tinha a perna pesada. Não se encontrava 100%, o Alisson — justificou.

 

Apesar da mudança, Renato defendeu Lima, que teve atuação apagada. Na avaliação do técnico, todo o time tricolor teve um primeiro tempo abaixo da média. 

Fonte: GAÚCHA ZH
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções