Atualizado 03/08/2017

Os bastidores da saída de Nico López do time titular do Inter

Especulado em uma possível negociação com Felipe Melo, o uruguaio Nico López é um mistério que paira sobre o Beira-Rio. Desde domingo, quando foi colocado no time dos reservas por Guto Ferreira nos treinos no CT Parque Gigante, antes do confronto contra o Goiás, o atacante trabalha separadamente do resto do grupo. O discurso oficial é de que o jogador sente dores musculares. Mas, na realidade, Nico não gostou de saber que o treinador o sacaria para a entrada de Leandro Damião.

Trazido pela gestão de Vitorio Piffero e Carlos Pellegini em julho de 2016, o uruguaio levou o Inter a pedir a ajuda do investidor Delcir Sonda para comprar 50% dos seus direitos econômicos por R$ 15 milhões. Apesar do alto investimento, Nico López nunca foi unanimidade entre os recentes treinadores. Com Antônio Carlos Zago no Gauchão, Copa do Brasil e Primeira Liga, foi titular 16 vezes, sendo substituído em sete oportunidades (em dois jogos entrou no segundo tempo e, nos outros sete, não jogou). Há a ideia de que faltam competitividade e espírito coletivo ao uruguaio em campo. Com o ex-treinador colorado, Nico também teve um momento polêmico: contra o São José pelo Gauchão, o jogador estava no banco de reservas e sequer fez o aquecimento com o resto do grupo. 

O último episódio que fez Guto Ferreira repensar a titularidade do camisa 7 foi diante do Luverdense. Substituído por Joanderson no fim do segundo, o uruguaio nem sequer foi para o banco de reservas. Visivelmente incomodado com a troca, Nico López se dirigiu direto ao vestiário, ainda que o jogo não tivesse terminado. Aliás, nos 11 jogos sob o comando de Guto, Nico López esteve em campo nos 90 minutos apenas diante do Oeste – partida em que houve duas substituições por lesão, Fabinho e Danilo Silva, e a saída de Sasha, que não jogava há bastante tempo e estava com rendimento físico abaixo dos companheiros. Nas demais, saiu no segundo tempo ou não jogou.

A direção colorada, no entanto, adota cautela ao falar do jogador. Entende que o início irregular se deve a problemas de adaptação ao futebol brasileiro e de problemas musculares. Nico chegou a fazer tratamento dentário, um dos motivos apontados para as contantes lesões.

— Nico fez um grande jogo contra o Oeste. O Guto vinha alternando nos treinos da semana entre ele e Damião. No treino de domingo, ele sentiu um desconforto e foi retirado do treino. A partir de quarta-feira deve ser entregue para o retreinamento. Será reavaliado nesta semana, ficará à disposição para sábado. Nada diferente de outros jogadores — disse Melo, após a vitória contra o Goiás.

Mesmo que o interesse em Felipe Melo não avance, o Inter não descarta envolver Nico em outra negociação.

Nico López com a camisa do Inter
48 jogos
14 gols
4 assistências

Em 2017
34 jogos
13 gols
4 assistência

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções