Atualizado 11/07/2018

Recorde de medalhas e sonho olímpico: a levantadora que nunca faltou a um treino

Maior revelação do levantamento brasileiro no ciclo atual, Luana Madeira, de 20 anos, consegue conciliar esporte com faculdade e estágio. Atleta busca vaga nos Jogos de Tóquio 2020

No último fim de semana, a mineira Luana Madeira subiu ao pódio três vezes no Campeonato Mundial Sub-20, no Uzbequistão, tornando-se a brasileira com mais medalhas em Mundiais de levantamento de peso em toda história - foram sete láureas. O bom desempenho da atleta de 20 anos é explicado pela palavra dedicação. Praticante da modalidade há quatro anos, Luana nunca faltou a um treino sequer. Para abrilhantar ainda mais a sua caminhada, a mineira ainda consegue conciliar o esporte de alto rendimento com faculdade e estágio.

- A conquista dessas medalhas no Uzbequistão me dá ânimo para o mundo adulto, tenho muitas expectativas de conseguir agora uma medalha num Mundial adulto. Sou uma pessoa apaixonada pelo levantamento de peso. Desde que comecei o esporte nunca faltei um dia de treino. Eu vivo para treinar, me sinto especial por todos esses feitos. Quero levar o Brasil para o lugar mais alto no mundo, me sinto honrada em estar entre os melhores - disse Luana.

Luana Madeira e Márcio Júnior "Tebas": parceria de quatro anos (Foto: Arquivo pessoal)

Luana Madeira e Márcio Júnior "Tebas": parceria de quatro anos (Foto: Arquivo pessoal)

Luana Madeira e Márcio Júnior "Tebas": parceria de quatro anos (Foto: Arquivo pessoal)

Praticante de diversos esportes desde a infância, Luana descobriu o levantamento de peso em novembro de 2013, indicada pelo seu professor de cross-fit e musculação. Descoberta pelo técnico Márcio Júnior, o Tebas, seu treinador até hoje, a mineira soma resultados expressivos desde que ingressou definitivamente na modalidade no início de 2014.

Em 2015, vieram as primeiras medalhas em Mundiais: prata no arranco e prata no total no Mundial Sub17, em Lima. Dois anos depois, ela repetiu as duas mesmas láureas no Mundial Sub20, em Tóquio. Confirmando de vez a ascensão no cenário internacional, Luana obteve três pratas (arranco, arremesso e total) no último fim de semana, no Mundial Sub20 de Tashkent, no Uzbequistão. Para o seu treinador, uma vaga nos Jogos de Tóquio já é uma realidade.

 

- Dez dias depois de a Luana fazer o seu primeiro teste no levantamento de peso, eu a inscrevi no Campeonato Brasileiro para ela conhecer o esporte. Logicamente ela não foi bem, mas gostou muito. No dia 9 de janeiro de 2014, ela começou a treinar direto comigo e desde então nunca teve uma falta. Ela treina rigorosamente de segunda a sábado, sem faltar. De 2015 para cá foram sete medalhas em Mundiais. Esse é o último ano de juvenil da Luana e ela está numa ascensão muito grande. Eu a vejo com grande potencial de classificação para os Jogos Olímpicos de 2020 e também para obter um grande resultado em Tóquio - comentou Tebas.

Mineira é a brasileira que mais medalhas conquistou em Mundiais (Foto: Arquivo pessoal)

Mineira é a brasileira que mais medalhas conquistou em Mundiais (Foto: Arquivo pessoal)

Mineira é a brasileira que mais medalhas conquistou em Mundiais (Foto: Arquivo pessoal)

Mesmo com a rotina puxada de treinos e competições, Luana ainda encontra tempo para cursar faculdade e estagiar. Prestes a iniciar o terceiro período de administração, a atleta - que chegou a frequentar um período de ciências contábeis -, faz estágio na loja de bolsas e calçados do seu pai, em Belo Horizonte.

- Meu dia a dia é muito corrido, mas vai valer a pena no futuro. Pretendo continuar estudando até quando der. Para os Jogos Olímpicos a ideia é me dedicar somente ao esporte - disse a levantadora.

 

Vaidosa, Luana não dispensa maquiagem e pintura nem quando está competindo. Sonhando com uma inédita medalha olímpica no futuro, ela quer dar o primeiro passo para isso, que é medalhar em um Mundial adulto.

Luana Madeira Mundial Júnior de Levantamento de Peso (Foto: Divulgação/CBLP)

Luana Madeira Mundial Júnior de Levantamento de Peso (Foto: Divulgação/CBLP)

Luana Madeira Mundial Júnior de Levantamento de Peso (Foto: Divulgação/CBLP)

- Primeiramente quero uma medalha no Mundial adulto, porque eu sei que para uma medalha olímpica o processo é muito longo. Quero também brigar para estar nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Eu acho que estou em totais condições de conseguir isso , os meus resultados são compatíveis com essa chance. Para chegar lá, eu preciso ser a melhor do meu continente ou estar entre as 10 melhores do mundo. Vou batalhar muito para conseguir - finalizou.

Fonte: GLOBOESPORTE.COM
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções