Atualizado 20/07/2018

Dólar cai forte e vai a R$ 3,77, sob influência externa e política local

Trump acusa China e UE de manipularem suas divisas e reitera críticas ao Fed.

O dólar opera em forte queda nesta sexta-feira (20), após fechar no patamar de R$ 3,84 na véspera, acompanhando o exterior e de olho na cena política no Brasil.

Às 13h14, a moeda norte-americana caía 1,73%, a R$ 3,7789 na venda. Na mínima do dia, chegou a R$ 3,7586. Veja mais cotações.

No Brasil, começam nesta sexta as convenções para definição das chapas que concorrerão à presidência. O mercado monitora a candidatura de políticos considerados mais comprometidos com as reformas econômicas.

O recuo do dólar ante outras moedas no mercado internacional era outro fator que contribuía para a trajetória doméstica. A divisa norte-americana tinha forte baixa ante uma cesta de moedas depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, expressar preocupação com uma moeda mais forte.

Trump declarou estar pronto para taxar US$ 500 bilhões em produtosimportados da China, em mais um capítulo das tensões comerciais entre as duas potências e voltou a criticar a política do Federal Reserve de aumentar a taxa de juros, dizendo que reduz a vantagem competitiva dos Estados Unidos, assim como um dólar forte.

No Twitter, o presidente dos EUA acusou a China e a União Europeia de "manipular suas moedas e taxas de juros para baixo, enquanto os EUA estão aumentando as taxas e enquanto o dólar se fortalece a cada dia". "[Estão] tirando nossa vantagem competitiva. Como de costume, não há iguladade de condições", escreveu.

Donald J. Trump@realDonaldTrump

 

China, the European Union and others have been manipulating their currencies and interest rates lower, while the U.S. is raising rates while the dollars gets stronger and stronger with each passing day - taking away our big competitive edge. As usual, not a level playing field...

Twitter Ads info and privacy

Na véspera, o dólar subiu 0,15%, a R$ 3,8453 na venda. Na máxima do dia, chegou a R$ 3,8924.

 

Intervenção do BC

 

O Banco Central anunciou leilão de até 14 mil swaps tradicionais para esta sessão, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em agosto, no total de US$ 14,023 bilhões.

A autoridade monetária não tem feito intervenções extraordinárias no câmbio nos últimos dias.

 

 

Saiba como funciona as compras com cartão de crédito em dólar?

 

Variação do dólar em 2018

Diferença entre o dólar turismo e o comercial, considerando valor de fechamento


● dólar comercial: 3,5293

Fonte: Valor PRO

 

Fonte: G1.GLOBO
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções