Atualizado 09/01/2019

No Rio, Ronaldinho Gaúcho é homenageado na Calçada da Fama do Maracanã

Governador Wilson Witzel participou da cerimônia na tarde desta terça

Aposentado oficialmente dos gramados há um ano, Ronaldinho Gaúcho voltou ao Maracanã nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, para receber uma homenagem dedicada a grandes nomes do futebol brasileiro. O pentacampeão do mundo deixou a marca de seus pés na Calçada da Fama do estádio. A homenagem havia sido prometida em 2011, antes mesmo de o estádio ser reformado (mais uma vez) para a Copa do Mundo de 2014 e de ter a sua concessão entregue à iniciativa privada, mas não havia sido feita até hoje.

 

O ex-jogador chegou pontualmente às 13h30min e foi recebido por ritmistas da escola de samba Renascer de Jacarepaguá. Pessoas que visitavam o Maracanã se aglomeraram no saguão de acesso para fazer fotos do ídolo, que se mostrou grato. "O Maracanã é o Maracanã. Maior palco de todos. Receber essa homenagem aqui é um momento muito especial", disse Ronaldinho Gaúcho. "Joguei desde os 15 anos no Maracanã, quando estava nas categorias de base, até meu último ano de carreira".

 

Quem pareceu mais empolgado foi o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Sempre ao lado de Ronaldinho Gaúcho, ele chegou a colocar o pé do ex-jogador sobre a sua coxa para simular o famoso gesto de lustrar a chuteira. "O Ronaldinho acabou de me dizer que ele é um parceiro do povo do Estado do Rio de Janeiro e vamos trabalhar com projetos sociais. E (quero) dizer para os nossos jovens se mirarem no exemplo de pessoas como ele, que venceu na vida lutando nos campos de futebol. Ele é um exemplo. Os jovens tem que ter a oportunidade de seguir o exemplo do Ronaldinho", discursou Witzel.

 

O ex-craque de Barcelona, Paris Saint-Germain e da seleção brasileira respondeu poucas perguntas. Em uma delas, disse sentir "falta de tudo" que diz respeito ao futebol, mas que continua muito próximo ao esporte. "Parei de jogar, mas a vida é muito ativa. Continuo viajando muito de um lado pro outro, o tempo todo. Parei (de jogar) porque estava completamente realizado", declarou.

 

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, o empresário Roberto de Assis Moreira, tiveram os seus passaportes retidos recentemente por decisão judicial. Eles foram condenados pela Justiça do Rio Grande do Sul em 2015 por crime ambiental. A multa ultrapassa R$ 8 milhões e ainda não foi paga.

 

Calçada da Fama

 

O molde em concreto dos pés de Ronaldinho Gaúcho fará parte do Hall da Fama do Maracanã, área que complementa a tradicional Calçada da Fama. A mais recente homenagem a um jogador de futebol, em breve, contará também com peças doadas por ele. A Calçada da Fama ficou "desfalcada" nos últimos anos. Peças com os moldes dos pés de Sócrates, Bellini e outras se perderam durante as reformas ou período em que a administração do estádio ficou em um jogo de empurra.

 

Diretor-presidente do Maracanã, Mauro Darzé disse nesta terça-feira que a concessionária trabalha para tentar recuperar as peças. "No atual governo, a disposição para o diálogo é muito grande. Eu acredito que a gente, trabalhando de forma conjunta, coordenada, consiga achar essas peças, fazer uma avaliação criteriosa e, se for o caso de uma ação de recuperação, recuperá-las", declarou.

Fonte: JORNAL CORREIO DO POVO
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções