Atualizado 27/09/2018

“Temer ficou sensibilizado”, diz ministro da Educação sobre chance de mudar o início do horário de verão

Rossieli Soares fez o pedido à Presidência e à Casa Civil porque 4 de novembro também é o dia da primeira prova do Enem

Um impasse tem causado transtorno em relação ao início do horário de verão em 2018. Após ser transferido para o dia 4 de novembro por conta do segundo turno das eleições, em 28 de outubro, o impasse agora é como a nova data pode afetar a vida dos estudantes que irão realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A data de 4 de novembro coincide com o dia da aplicação da primeira prova.

Em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, o ministro da Educação, Rossieli Soares, comentou que conversou diretamente com o presidente Michel Temer sobre o assunto. Conforme Soares, Temer "ficou muito sensibilizado" com a situação dos estudantes. Soares já havia solicitado a troca à Presidência e à Casa Civil na quarta-feira (26), mas as autoridades ainda não se manifestaram publicamente sobre a solicitação.

– As chances para que a data (de início do horário de verão) seja alterada novamente são realmente muito boas. Há uma sensibilidade por parte de outros ministros, da Casa Civil e do presidente. Espero que a decisão para os próximos dias seja favorável – disse Soares.

Perguntado sobre qual é o maior problema que os estudantes podem enfrentar em relação ao início do horário de verão coincidir com a data da primeira prova, o ministro diz que, além de perder uma hora de sono, a adaptação ao novo horário também pode ser complicada.

– A data já é tensa para os estudantes. É importante que a gente dê estabilidade e tranquilidade para que eles realizem a prova – afirmou Soares. 

Fonte: GAÚCHA ZH
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções